CASAL MATA MENINA EM MG 'A MANDO DE ENTIDADE' E ESCONDE CORPO EMBAIXO DA CAMA – RADIO VOZ DA VERDADE

CASAL MATA MENINA EM MG 'A MANDO DE ENTIDADE' E ESCONDE CORPO EMBAIXO DA CAMA – RADIO VOZ DA VERDADE

Filha mais nova de homem e mulher, de cinco anos, está desaparecida desde fevereiro

Ritual e oferenda satânica. Este pode ser o “combo maligno” que motivou um crime envolvendo a morte de uma menina de 10 anos e o desaparecimento de outra, de 5. Segundo informações de fontes ligadas à investigação, as irmãs foram vítimas da mãe e do companheiro dela – que é pai da criança de 5 anos. O casal é suspeito de cometer atrocidades “a mando de supostas ‘entidades do mal’”.

 

O corpo de Ana Lívia, de 10 anos, foi achado, na segunda-feira, dentro da casa dos suspeitos, em Contagem, na região metropolitana de BH. Eles tinham sumido, mas acabaram sendo detidos, na madrugada de dessa quarta-feira (25).

 

Debaixo da cama

 

A suspeita da polícia é a de que Ana Lívia tenha sido morta pelo casal. Depois, eles enrolaram o corpo da menina em uma capa de colchão e o colocaram debaixo da cama na qual ela costumava dormir. Na sequência, eles fugiram. Incomodados com o sumiço da família, os vizinhos acionaram a polícia, na segunda-feira.

 

Na casa, a perícia da Polícia Civil localizou o corpo, em avançado estado de decomposição. A dupla foi achada no aglomerado Taquaril, na região Leste de BH, na casa de familiares, que não sabiam do crime.

 

Buscas

 

Nesta quinta-feira (26), serão realizadas, segundo a fonte ligada às investigações, buscas pela menina de 5 anos. A mãe teria informado que ela foi arremessada de uma ponte, em Contagem.

 

Arremessam corpo de ponte

 

A menina de 5 anos, que está desaparecida, pode ter sido morta em fevereiro. A informação foi repassada por fontes ligadas à investigação. A pequena teria sido “sacrificada” para agradar a “entidades”.

 

A mãe e suspeita revelou a história aos policiais após ser presa. Segundo ela, é o marido quem recebe as “entidades”. “A mulher disse que eles mataram a menina na casa que eles residiam em Divinópolis. Em seguida, eles chamaram um carro de aplicativo, que os levou até uma ponte, que fica na região de Contagem. De lá, eles arremessaram o corpo dela, a pedido de uma ‘entidade’”, disse a fonte, que pediu anonimato.

 

Ainda conforme relatos da mãe, Ana Lívia presenciou os pais arremessando a irmã, sem vida, de cima da ponte.

 

Criança sofreu abusos

 

Antes de ser morta, Ana Lívia, de 10 anos, sofreu abusos sexuais brutais, conforme  a perícia. A suspeita é que o agressor seja o padrasto. A Polícia Civil ainda vai detalhar se a menina foi agredida pela mãe e quais machucados foram achados no corpo dela.

 

A mulher e o homem foram presos na madrugada de ontem. Na delegacia, conforme a fonte, eles disseram que mataram a criança para cumprir ordens de “entidades”.

 

Fuga

 

Fontes ligadas à investigação do caso revelarem à reportagem que o casal pretendia fugir para a Bahia. Eles têm parentes no Estado do Nordeste e queriam se safar das acusações.

 

Detalhes

 

Hoje, a Polícia Civil vai fazer uma coletiva com a imprensa, no qual os detalhes do crime serão esclarecidos. A mulher nunca havia sido presa, já o homem tem passagem por tráfico de drogas.

Fonte: O Tempo

Categoria:Verdade Noticias